Gatilhos mentais para você dominar a arte da persuasão e alavancar as vendas – 01

By 16 de julho de 2015Blog

Banner-01

O nosso sistema nervoso possui um mecanismo de filtragem para validar as nossas escolhas. E é aí que entram os gatilhos mentais.

Eles são diretrizes que o nosso cérebro adota para não precisar fazer todo um trabalho de reflexão a cada tomada de decisão.

Isso quer dizer que, ao aplicar os gatilhos mentais de forma correta, você é capaz de engajar as pessoas, motivando-as a agir.

Neste artigo, vamos compartilhar um gatilho mental e como usa-lo em seu negócio e até na sua vida pessoal.

Mas atenção! Esse atalho mental é extremamente poderoso e deve ser usado com ética.

Além disso, se você não entrega ao público aquilo que promete, seu negócio está fadado ao fracasso. Lembre-se:

“O cliente só não é Deus porque não sabe perdoar”

01 – RECIPROCIDADE: GENTILEZA GERA GENTILEZA

O gatilho da reciprocidade é um dos mais importantes e é também a base do inbound marketing.

Isso porque temos uma tendência natural a querer retribuir àquilo ou àquele que nos gera valor de alguma forma. Mas é claro que precisamos perceber esse ato como algo espontâneo, feito de coração.

Por isso suas ações devem, primeiramente, objetivar tornar a vida das pessoas mais simples e, depois, gerar algum lucro para você. Não o contrário. As pessoas sentem isso.

Como usar o gatilho mental da Reciprocidade no seu negócio:

A reciprocidade é o gatilho mais nobre e deve ser usado em qualquer negócio, mesmo aqueles que não usam uma estratégia de marketing de conteúdo.

Sempre ofereça materiais gratuitos para seu público. Até quando for vender algo, dê uma amostra grátis do seu produto ou serviço.

Assim, a pessoa ficará com a sensação de que está te devendo um favor e precisa retribuir de alguma forma, seja cadastrando o email na sua lista ou mesmo comprando um de seus produtos.

E o mais importante: tenha a reciprocidade como um hábito. Ela gera frutos para o seu negócio, mas os ganhos estão para além do que a ciência pode explicar.

A sensação de ajudar as pessoas e se sentir útil é imensurável.

Observação: Existe um gatilho que chamamos de reciprocidade inversa, mais conhecida como Efeito Ben Franklin, que é estimulado quando pedimos um pequeno favor possível a alguém.

Após a realização desse pedido, a pessoa passa a ter um sentimento bom por quem o pediu, mesmo em casos de inimizade.

Isso acontece porque a partir do momento em que a pessoa executou o favor, ela tem uma dissonância cognitiva.

Isto é, percebe que é incompatível a relação entre seus sentimentos anteriores e a ação de ajudar a quem pediu o favor.

Para ordenar ambas as cognições e resolver o conflito interno, a pessoa passa a gostar da outra justamente para que pensamento e atitude estejam em acordo.

Em seu negócio, este gatilho pode ser usado quando você oferece ao público a possibilidade de ajudar na resolução de algum problema em seus materiais (gratuitos ou pagos).

Para que a reciprocidade inversa funcione, certifique-se de:

Pedir um favor simples e fácil de realizar aos leitores/clientes;
Assegure-se de que seu pedido foi atendido;
Agradeça sinceramente pelo favor feito;
Não retribua o favor instantaneamente para que a dissonância não se esclareça;
Continue tratando as pessoas para quem pediu o favor de maneira amigável para reforçar o sentimento.

Fonte: O melhor do marketing

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.